sexta-feira, julho 08, 2011

Ilustração: Quer pagar quanto?

Ilustração digital - por Alexander Santos

“Você não vai cobrar muito, né? É só um desenhinho!” – Se você nunca ouviu isto, erga as mãos para o céu e agradeça. Na realidade, quando alguém diz: “é só um desenhinho”, “nem vai demorar muito”, “você faz rapidinho”, se prepare, pois qualquer valor além de ser de graça, será caro demais.

Como o título desta postagem (tirado daquele comercial da rede de varejo), ainda tem gente que acha que dá para pagar por uma ilustração com “divulgação do trabalho” ou um valor que dá para pagar uma paçoca, e sobra troco para uma bala.

Este é um dos grandes problemas de ser ilustrador, a falta de um padrão para os valores das ilustrações, e não pense que você vai cobrar o que quer, e que irão te pagar mesmo assim. Quem dera!

Existem algumas tabelas que podem te ajudar na hora de formar um preço, mas elas são sugestões de valores, e não os valores praticados. Dentre estas tabelas podemos destacar a da SIB – Sociedade dos Ilustradores do Brasil (ver a tabela clicando aqui) e a do HQMix (ver a tabela clicando aqui).

A maioria das editoras praticam tabelas próprias de preços, sendo que a maior parte delas trabalham com preços equivalentes às sugestões das tabelas anteriormente citadas. Porém existem aquelas que praticam preços que são quase uma ofensa.

E é um exagero quem diz que não faz uma ilustração por menos deste ou daquele valor, pois é só faltar dinheiro para o aluguel, condomínio, plano de saúde, etc que você se vê sem opções a não ser fazer o trabalho. A única forma que vejo para que isto não ocorra é fazendo uma reserva de capital, poupança, "pé de meia", ou qualquer outro nome que você dê para dinheiro guardado.

Tão importante quanto o valor, é o prazo para a entrega do trabalho. Às vezes o valor não é tão grande, mas o prazo te permite pegar outros trabalhos sem perder horas de sono, ou descanso, gerando assim uma sequência de trabalhos e pagamentos.

De uma forma geral, tanto prazo quanto valores podem ser negociados. Às vezes você perde em um, mas ganha no outro, raramente você ganha nos dois e tente fugir de perder nos dois.

E por último, é legal de se comentar que a decisão está contigo. É você quem escolhe se vai ou não pegar o trabalho. Se o preço, ou o prazo estão legais. Ou se você quer fazer ou não uma ilustração em troca de divulgação.

Boa sorte!

Abraços!!!

9 comentários:

alandchaves disse...

MUito bom o texto. Importante não só para Ilustradores, mas para qualquer área. É preciso saber a importância do valor do trabalho de um profissional.

Alexander Santos disse...

Valeu Alan.
Concordo contigo, qualquer área precisa ter um parâmetro de preços. Este é um dos grandes problemas do pessoal de criação artística. Como fazer as pessoas entenderem que dá trabalho fazer uma criação?
Abs.

DAVID SILVA disse...

Cara esse seu texto é demais, pura realidade. Eu tb sou desenhista e sofri e sofro muito com a desvalorização de minha arte. A proposito tb tenho um blog sobre desenho: www.desenhuras.blogspot.com. Passa lá uma hora dessas. Grande abraço.

Juliana Fusco disse...

É legal sempre divulgar essas informacões.Se eu soubesse isso antes, talvez quando era mais nova não teria feito tanta coisa de graça esperando divulgação do meu trabalho. E não teria feito tanta coisa por preço de banana por acreditar nos clientes...afinal quando todo mundo fala que é rapidinho, é facil e só um desenhinho...tem horas que vc começa a acreditar...
Infelizmente essa profissão ainda não é respeitada por quase ninguém.

Alexander Santos disse...

Pois é David. Pelo fato de você conseguir desenhar "rápido" as pessoas acham que é fácil. Ninguém leva em conta os anos de treinamento que você passou para chegar ao ponto de poder desenhar "rápido". Por isto cabe a nós explicar as coisas como elas realmente são. Abs e obrigado pela visita!!!

Olá Juliana. Infelizmente este é o tipo de coisa que ninguém nos conta antes. A gente sempre vê o glamour da coisa, mas raramente vemos o processo árduo para tal. E tem outra, no geral todo mundo "ganha bem". São raros os casos que o ilustrador admite que não está ganhando tão bem assim. Mas temos que explicar, mil vezes se for necessário, que se fazemos uma ilustração em 10 minutos, na verdade ela demorou todos os seus anos de aprendizado mais 10 minutos, e este trabalho todo deve ser recompensado. Abs!!!

Thais Linhares disse...

Vocês precisam ver os absurdos que sou obrigada a ler quando debato com a turma do Partido Pirata. Eles são do bordão de que artista tem de viver de brisa, se sacrificar pela arte, e que a divulgação paga nossa vagabundagem.

Alexander Santos disse...

Oi Thais, já tive este tipo de discussão com outras pessoas. Quando isto ocorre, eu começo a passar o telefone da escola do meu filho, do plano de saúde, do condomínio, da operadora de telefone, e por aí vai. Se o indivíduo ainda não entender, digo para ele explicar para estes locais para não me cobrarem já que sou artista. Geralmente não tocam mais no assunto.
Abraços e obrigado pela visita!!!

Cíntia Soares disse...

Olá Alexander... Tenho um projeto e precisarei de um ilustrador... Mas com é o pagamneto de um profissional desta área? É cobrado por ilustração? Por pacote? No caso de publicação de livro, é cobrado por publicação ou comprando um pacote , sou "dona" das ilustrações? Desculpe minha ignorância...kkk Mas se puder responder, me ajudará muito. Pode ser por e-mail: cintiasoares220@yahoo.com.br
Obrigada
Cíntia Soares

Adriana Carvalho disse...

Olá Alexander ! Bem típica a situação... já aconteceu comigo de uma pessoa interessada em em que eu ilustrasse um livro com umas 50 ilustrações, e depois de muita conversa, me perguntar assustada "então quer dizer que você vive disso...eh sua profissão... e você nao ilustra de graça????...." Juro que aconteceu comigo! Isso eh realmente decepcionante.

Publicidade

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...